O que o Brasil pode alcançar nesta Copa América se for campeão

Domingo, às 17h (de Brasília), a Seleção Brasileira vai encarar o Peru na grande decisão da Copa América. As equipes já se enfrentaram na fase de grupos, quando os comandados de Tite golearam o time do técnico Ricardo Gareca por 5 a 0.

Até o momento, o Brasil não levou um gol sequer. Além do duelo contra os peruanos: venceu Bolívia por 3 a 0 e Argentina por 2 a 0 e empatou com Venezuela e Paraguai por 0 a 0 – são 450 minutos no total. Ser campeão sem ser vazado seria um feito inédito para a Canarinho em um campeonato oficial. Na história da Copa América, entretanto, três seleções já conseguiram o feito: Argentina, em 1921, e Uruguai, em 1917 e 1987.

Mas só de chegar à decisão com a meta intacta já foi algo inédito para a Seleção. As outras 26 finais (14 de Copa América, sete de Copa do Mundo e cinco de Copa das Confederações) não teve a façanha. Na Copa América, até então, o melhor desempenho ofensivo até a final havia sido em 1989, quando levou somente um gol. No jogo decisivo, venceu o Uruguai por 2 a 0 e ficou com o título.

Se globalizarmos o feito (América do Sul, América do Norte e Central, Europa, Ásia, África e Oceania), em 174 campeonatos continentais e mundiais, apenas em 10 uma seleção foi campeão sem sofrer gol – índice de 5,7%. São elas: Irã (Copa da Ásia de 1976), Austrália (Copa das Nações da OFC de 1996 e 2000), México (Copa Ouro de 1996 e 2003), Costa do Marfim (1992) e Camarões (2002) pela Copa Africana de Nações.

Deixe um comentário