Como vem o Brasil para a semifinal da Copa América diante da Argentina

Pela primeira vez na história da Copa América, Brasil e Argentina vão se enfrentar em uma semifinal. A Seleção Brasileira terminou como líder do Grupo A e nas quartas de final passou pelo Paraguai nas penalidades após empate sem gols nos 90 minutos. Já a Argentina ficou em segundo no Grupo B, atrás da Colômbia, e nas quartas de final foi a única a fazer gol no tempo normal e despachou a Venezuela por 2 a 0.

Vale lembrar que nas semifinais se o jogo terminar empatado teremos prorrogação e, consequentemente, pênaltis, se necessário.

Como vem o Brasil para a semifinal da Copa América?

RESTAM CINCO

Na partida diante do Paraguai, Paquetá foi acionado no segundo tempo e fez a sua estreia na competição. Agora, cinco jogadores dos 23 convocados pelo técnico Tite seguem sem atuar sequer por um minuto: os goleiros Ederson e Cássio, o lateral-direito Fagner e os zagueiros Miranda e Militão.

E O GOL, JESUS?

Mais um jogo e nada de Gabriel Jesus balançar as redes. Ele teve a chance na última partida da fase de grupos diante do Peru, mas desperdiçou uma penalidade no fim do jogo. O jejum do atacante já dura 657 minutos em Copas  – junta-se os cinco jogos d Copa do Mundo de 2018. É a segunda maior sequência neste século entre os atacantes do Brasil, atrás apenas de Hulk, com 780 minutos (5 pela Copa das Condeferações de 2013, 6 pela Copa do Mundo de 2014 e 1 pela Copa América de 2016).

MAS, JESUS É O ARTILHEIRO

Apesar da seca, Gabriel Jesus é o artilheiro do Brasil na era Tite. São 16 gols no total.

1° Gabriel Jesus – 16 gols
2° Neymar – 14 gols
3° Phillipe Coutinho – 12 gols
4° Paulinho – 8 gols
5° Roberto Firmino – 7 gols

EVERTON É O MAIOR DRIBLADOR

Um dos principais nomes do Brasil nesta Copa América é o atacante Everton, do Grêmio. O jogador é o que mais dribla na competição. Foram 16 tentativas e um aproveitamento de 64% em 207 minutos em campo. Lionel Messi aparece em segundo na lista com 13 tentativas em 360 minutos.

DEFESA INTRANSPONÍVEL

Em quatro jogos nesta Copa América o Brasil ainda não foi vazado. Passou em branco diante da Bolívia, Venezuela, Peru e Paraguai. Pela primeira vez a Seleção chega na semifinal sem ser vazada.

O Brasil é apenas a terceira seleção a não sofrer gols nos seus quatro primeiros jogos de uma edição da Copa América. A primeira foi a Argentina em 1989 e a segunda foi a Colômbia, que inclusive terminou como campeã, em 2001.

Sob o comando do técnico Tite, o Brasil só levou gol em nove dos 40 jogos que disputou – no total foram 10 tentos contra. São atualmente 637 minutos sem a defesa ser vazada. A última vez foi na vitória por 3 a 1 contra a República Tcheca, em março.

Deixe um comentário